Por: Fábio Medeiros Em: 29 de agosto de 2017 Categoria: Inbound Marketing Comentários: 0

Atualmente, ter um site não é um luxo, mas uma necessidade. De acordo com um levantamento, 81% das pessoas pesquisam produtos ou serviços na internet antes de fechar uma compra. Mesmo que a compra não seja efetuada por esse canal, ele é relevante para ajudar na tomada de decisão.

Muitos empresários, ao iniciarem sua estratégia de marketing digital, recorrem aos caminhos aparentemente mais fáceis — como montar uma fanpage. Claro que é importante utilizar as redes sociais, mas quando você depende apenas dessas mídias, está deixando passar diversas oportunidades.

Quer conhecer os principais motivos para ter um site? Continue lendo e veja como ele pode impulsionar seu negócio para outro nível!

A visibilidade de ter um site

Uma das primeiras razões que fazem as pessoas montarem um website é ganhar visibilidade. Especialmente para ficar bem posicionado nos mecanismos de busca. Não é difícil de entender, pois o Google é o site mais acessado do Brasil.

Com um bom trabalho de SEO, é possível ficar na primeira página para determinados termos na busca orgânica. Sendo assim, você consegue visibilidade, sem precisar pagar para ocupar aquele espaço.

Quem procura um caminho mais rápido para alcançar esse objetivo pode investir em links patrocinados pelo Google AdWords. Nesse caso, você precisa desembolsar certa quantia para veicular os anúncios.

Entretanto, o ROI (retorno sobre o investimento) dessas campanhas é excelente. Uma pesquisa feita em 2015 mostrou que as empresas que anunciaram no AdWords tiveram um retorno de 3 a 8 vezes maior em relação ao valor investido.

O maior engajamento do público

As ações digitais têm como benefício o engajamento com o público. Apesar de ainda terem o seu valor, os anúncios offline são vias únicas de comunicação, ou seja, o público não pode reagir imediatamente e estabelecer um diálogo com o anunciante.

Os sites e blogs possuem recursos que facilitam essa comunicação. Além do tradicional campo para contato, existe a possibilidade de fazer comentários nos posts ou ser atendido em um chat on-line. Sem contar os ícones para compartilhar os conteúdos nas redes sociais.

Quando você cria conteúdos virais — como artigos densos ou infográficos —, a probabilidade de que sejam compartilhados entre as pessoas é grande. Desse modo, você consegue publicidade instantânea.

A segmentação da audiência

Outra vantagem do marketing digital é segmentar a audiência. Afinal, a última coisa que você precisa é pagar para aparecer para quem não é o seu público-alvo. Com diversas ferramentas à sua disposição, você consegue saber quem, de fato, está acessando o site, para direcionar melhor as ações.

Google Analytics é capaz de fornecer as mais variadas informações do público. Não apenas aqueles dados básicos, como idade ou sexo, mas também dados comportamentais.

Uma ferramenta interessante para segmentar seu público e conseguir ficar bem posicionado em determinado termo de pesquisa é o Keyword Planner. Por meio dela, você pode pesquisar as melhores palavras-chave e traçar a sua estratégia de maneira mais eficaz.

Se você vende portas de alumínio para o estado do Rio de Janeiro, por exemplo, pode otimizar seu site para aparecer nos termos relacionados ao assunto. Portanto, ao unir essas ferramentas digitais, seus esforços serão direcionados para um público qualificado, o que impacta nas conversões.

A presença nos dispositivos móveis

Não há como negar, os aparelhos móveis, principalmente os smartphones, são cada vez mais utilizados para o acesso à internet. É só olhar à sua volta para constatar esse fato. Tanto é que um estudo feito por uma agência de mídia britânica apontou que a publicidade em dispositivos móveis vai crescer 52% até 2018.

Reflita um pouco: você acha que as pessoas que estão em uma sala de espera preferem ficar mexendo em seus celulares ou ver os panfletos largados na mesa? É bem provável que seja a primeira opção. Sendo assim, a presença nesses dispositivos se torna indispensável para quem busca ter um site.

O motor de busca do Google também privilegia os sites que são adaptados para dispositivos móveis. Caso você construa um site responsivo, vai estar na frente de muitos concorrentes, pois terá mais chance de ficar bem posicionado.

Isso acontece porque a companhia norte-americana procura entregar a melhor experiência aos usuários. Ou seja, aqueles sites em que você precisa dar um zoom para conferir os conteúdos são penalizados.

A autoridade na web

O marketing de conteúdo é uma excelente forma de construir autoridade na web. Por meio de conteúdos relevantes, seu site pode se tornar a principal fonte de informação para os frequentadores.

Ao se tornar um especialista no assunto, é mais fácil que os visitantes escolham a sua empresa para fechar negócio.

O site institucional também passa mais credibilidade às pessoas. Imagine uma marca forte sem um site próprio. Difícil, concorda? Com isso em mente, é indicado que a sua empresa esteja presente nos resultados, quando alguém procurar por ela.

O aumento da conversão

Inbound Marketing é a estratégia mais utilizada para a conversão de clientes. Basicamente, você terá que montar um funil de vendas, considerando diversas etapas pelas quais o consumidor passa antes de se tornar um cliente.

Topo

O topo do funil é a fase de atração. É necessário produzir conteúdos que atraiam os visitantes ao site. Se você tem uma escola de idiomas, pode criar artigos com o tema: “X maneiras de treinar o seu inglês”.

Meio

O meio do funil é o estágio da consideração, ou seja, o usuário já leu alguns artigos informativos e identificou que tem um problema a ser resolvido. Porém, ainda não tem certeza da solução.

Nesse caso, o tema do artigo pode ser mais específico, como: “Curso on-line grátis ou escola de idiomas: qual escolher?”.

Fundo

O fundo do funil é o momento da decisão. O usuário já leu diversos conteúdos, baixou e-books e decidiu a melhor solução para o seu problema. Nessa hora, você deve dar motivos para que ele escolha a sua empresa. Aqui você pode exibir testemunhos de clientes satisfeitos, oferecer brindes e descontos, entre outras ações.

A qualificação dos contatos

Para capturar os dados do visitante e começar uma estratégia de e-mail marketing e vendas, a maneira mais eficaz é fazer uma landing page. Nela, você oferecerá algo útil, como um e-book. Em troca, a pessoa tem que informar o e-mail e outros dados, para receber o prometido.

O interessante dessa técnica é que o contato capturado é de um cliente em potencial. Assim, a equipe de vendas tem mais chances de sucesso — ao contrário das ligações frias, em que você não sabe se aquela pessoa tem interesse em seu serviço ou produto.

Portanto, como vimos neste artigo, um site proporciona diversos benefícios. Ele não é apenas um cartão de visitas, mas um instrumento para anunciar, dar visibilidade e gerar vendas.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe-o nas suas redes sociais e mostre para os seus amigos a importância de ter um site!

DEIXE UM COMENTÁRIO!

Trackback URL: http://agenciamulticom.com.br/site/por-que-sua-empresa-precisa-ter-um-site-para-ter-sucesso-no-mercado/trackback/