Por: Daniel Grazioli Em: 20 de julho de 2018 Categoria: E-mail Marketing Comentários: 0

O e-mail ainda é um instrumento importante para o marketing digital, especialmente para converter e fidelizar os clientes. Esse canal de comunicação permite uma proximidade maior com o público e revela dados essenciais sobre o desempenho das ações praticadas pelas empresas. A taxa de conversão do e-mail marketing é uma dessas informações que mais tira o sono de muita gente.

Mesmo que a taxa de abertura e cliques apresentem uma boa performance, o que interessa no final das contas é o percentual de usuários que chegaram até o fim da jornada. Quando esse número se mostra insignificante, muitos concluem que essa estratégia é ineficaz, entretanto, é bastante provável que as técnicas utilizadas não sejam as mais apropriadas.

Reunimos neste artigo sete práticas que aumentam a taxa de conversão do e-mail marketing. Ficou interessado? Continue lendo e confira!

1. Não compre listas de e-mail

Esse é um dos conselhos cruciais para quem deseja aumentar a conversão: passe longe das listas de e-mail por encomenda. Mesmo que leve um tempo para você adquirir uma base significativa de contatos, é melhor empregar seu esforço em conseguir leads verdadeiros do que abordar pessoas que não têm interesse em seus serviços ou produtos.

Ao comprar uma lista de e-mail você ainda estará desperdiçando a sua verba. Não só pelo valor da lista propriamente dita, mas devido ao custo-benefício. Apesar de muitos afirmarem que os contatos são segmentados, é impossível saber se o seu produto, em especial, atende às necessidades deles — sem contar que você será considerado um spammer.

2. Respeite as assinaturas canceladas

Outra prática que desperdiça o seu tempo de trabalho e irrita muitas pessoas é não respeitar as assinaturas canceladas. Se o usuário não tem mais interesse em receber os seus conteúdos e ofertas, o mínimo a ser feito é atender à vontade dele e excluí-lo da base. Caso contrário, sua credibilidade fica comprometida.

É aconselhável perguntar aos usuários o motivo do cancelamento sem parecer inconveniente. Pode ter certeza que as respostas ajudarão você a aprimorar a sua estratégia e, consequentemente, melhorar a taxa de conversão.

3. Segmente a sua base

Agora que você já construiu a sua base com contatos qualificados, é hora de segmentá-los. Essa segmentação deve ser feita de acordo com o tipo de produto pelo qual o lead se interessou, e conforme o estágio em que ele se encontra no funil de vendas. Sendo assim, será necessário montar um fluxo de nutrição diferente para cada perfil, e não enviar o mesmo e-mail para todos.

Lembre-se também de solicitar o nome do contato, além do e-mail. O motivo para isso é que as pessoas precisam se sentir especiais, não apenas um número, e chamá-las pelo nome faz muita diferença. Então, no início de cada mensagem deve ter uma saudação personalizada, algo como: “Olá, Nome do lead!” Do mesmo modo, é preciso evitar mensagens robóticas e elaborar um texto que cative o leitor.

4. Crie conteúdos que estimulem os leads

Os conteúdos das suas mensagens devem ser produzidos de modo que seus leads se sintam instigados. Logo, você deve poupá-los de textos imensos, pois, só de bater o olho, grande parte dos usuários fecharão o e-mail imediatamente. Tente ser o mais objetivo possível sem parecer frio e distante.

Vale a pena apostar em imagens ou vídeos para tornar o conteúdo atraente. Caso seja uma oferta, uma boa ideia é inserir depoimentos de ex-clientes ou exibir um case de sucesso. Além de proporcionar um conteúdo interativo e visualmente agradável, essas ações ajudam na conversão. Não se esqueça que o assunto da mensagem também faz parte do conteúdo e deve ser bem elaborado para aumentar a taxa de abertura.

5. Elabore um CTA atraente

O CTA (call-to-action) será o último passo para a conversão, ou seja, ele é uma peça-chave em sua estratégia. Normalmente, o call-to-action — ou chamada para a ação, em português — é um botão que contém alguma instrução, como: faça o download ou inscreva-se já. Mesmo que pareça um item simples, sem muito peso, todos os detalhes devem ser planejados.

Não há uma fórmula mágica para dizer qual funciona melhor, o ideal é fazer testes e acompanhar os resultados. No entanto, é imprescindível que ele fique em destaque. Para isso, você pode:

  • escolher uma cor contrastante;
  • posicioná-lo em um local estratégico;
  • deixá-lo com um tamanho maior;
  • colocar um efeito 3D para dar profundidade.

Enfim, há diversas maneiras de personalizar o CTA para colocá-lo em evidência. Atente-se também para o texto da chamada, palavras genéricas como “clique aqui” não funcionam muito bem. É preciso deixar claro o benefício que o usuário terá ao clicar no link ou botão.

6. Acompanhe os relatórios

Acompanhar todos os dados é, definitivamente, o fator que fará a diferença ao longo do processo. Mesmo que o assunto principal deste artigo seja a taxa de conversão, se você não analisar os outros indicadores, não saberá quais aspectos precisam ser melhorados.

Vamos supor que você verifique que a taxa de abertura de e-mail está abaixo do normal. Isso significa que talvez o problema esteja no assunto da mensagem, portanto, é necessário elaborar outro que desperte a curiosidade do lead. Caso você constate que a taxa de abertura está boa, mas tem poucos cliques, pode ser que o CTA precisa ser melhorado — e assim por diante.

7. Peça feedbacks

Para que a sua análise fique ainda mais completa e você descubra eventuais falhas, não tenha vergonha de pedir a opinião dos usuários. Como já falamos anteriormente, assim que alguém se descadastrar da sua lista de e-mail, é aconselhável perguntar o motivo e reformar as suas ações. Mas não para por aí, há diversos outros questionamentos.

As perguntas podem ser feitas diretamente a determinados indivíduos, por meio de uma simples mensagem de texto, ou você também pode utilizar pequenos questionários para enviar a todos os assinantes. Assim, você coleta informações preciosas e estimula o engajamento com o público.

Conhecer a sua audiência e, a partir de então, adaptar as práticas de conversão é crucial em sua estratégia de e-mail marketing. Logo, quando você menos esperar, terá desenvolvido técnicas eficazes para obter um desempenho invejável. Contudo, lembre-se que o monitoramento deve ser constante para que não haja surpresas.

Quer saber o que uma agência pode fazer por você para melhorar a sua taxa de conversão do e-mail marketing? Entre em contato conosco! Nossos especialistas estão prontos para tirar qualquer dúvida.

DEIXE UM COMENTÁRIO!

Trackback URL: http://agenciamulticom.com.br/site/taxa-de-conversao-do-e-mail-marketing-7-boas-praticas-para-otimizar/trackback/